16/09/2017

Participando do Rock In Rio na abertura

Não sou de grandes eventos musicais mas resolvi participar do Rock In Rio,por ser um case de sucesso .A compra do ingresso foi feita de forma rápida pelo ingresso .com e os dois ingressos comprados chegaram na data aprazada .A ativação da pulseira foi fácil para a abertura de ontem
Como moro nas redondezas ,fui caminhando .Notei uma presença maciça da polícia militar ,guarda municipal e guardas de trânsito ,que infelizmente só aparecem nas redondezas do Parque Olímpico ,quando da realização de algum evento ,o que é lamentável e mostra um descaso das autoridades municipais com a nova área da cidade ,conhecida como Barra Olímpica .                                              A entrada do evento estava bem sinalizada e a equipe de uma empresa de segurança privada ,que cuidava dos acessos era bem treinada ,eficiente e rápida .O primeiro problema do evento ,na minha opinião e a total falta de sinalização ,o que deixa as pessoas perdidas ,inclusive no que diz respeito aos toilettes ,que estavam muito limpos e em quantidade suficiente .                                                  Achei também inadequado permitir que as pessoas se sentem e deitem no chão nos locais onde os shows acontecem ,podendo gerar tombos e até em caso de uma fatalidade ,um grande acidente .E algo que os organizadores devem avaliar .Os locais de alimentação precisam ser reavaliados e aumentados .O novo gourmet square está com boas opções ,com serviço rápido mas com filas grandes nos acessos .Alias é lamentável que a única bebida alcoólica vendida seja a cerveja ,e ainda por um preço exorbitante ,douze reais Faltou vinho ,caipirinha e alguns drinks .A cerveja também tinha filas grandes.
                                                                                                                                 As atrações incluídas também não foram bem dimensionadas
como a roda gigante e a tirolesa com filas enormes e sem poder atender a demanda existente .E preciso buscar uma forma de aumentar o acesso dos participantes .Faltou mais interação nas ruas criadas sobretudo a da África ,onde a única atração musical ,com cantores africanos ,aliás muito boa não reunia nem quarenta pessoas .                                                                                                            A diversidade das bandas ,estilos e cantores oferecida e boa e demonstra uma diversidade excelente .Os palcos estão sincronizados e a alegria reinante e boa ,demonstrando um astral positivo .Gostei bastante da apresentação do Pet Shop Boys com efeitos que fizeram o público dançar ,cantar e sentir um alto astral .Enfim,foi uma experiência válida para um profissional de eventos e turismo.Gostei também da nova área de games e a interação mas achei cansativo ter que passar a pulseira a cada atração é até o preenchimento de um cadastro que já se encontra no banco de dados do Rock In Rio .






06/08/2017

A capela Magdalena e o cravo de Roberto de Regina: um Rio desconhecido e cheio de encanto em Guaratiba

Sinto, a cada dia que passa que moro numa Cidade Maravilhosa, que ainda precisa ser melhor descoberta e promovida. E sobretudo que a música erudita está presente e de forma sublime. Faço referência aqui a Roberto de Regina, um médico anestesista, amante da música desde criança, que se fixou em Pedra de Guaratiba, onde adquiriu um sitio, que  transformou no templo do cravo e da musica barroca e renascentista.

Ele tem 90 anos e junto com seu companheiro, um grande chef, Ronaldo Ribeiro cuida da propriedade, que além da Capela Magdalena, que leva o nome em homenagem a D. Magdalena, mãe de Roberto, tem jardins belíssimos e um museu.

Roberto é um homem de uma cultura enorme, que nos encanta com sua humildade e seu perfil multifacetário: músico, artista, companheiro e preocupado com a humanidade.

MAIS LIDOS